Ministro Alexandre de Moraes vota pela irretroatividade da Lei de Improbidade Administrativa.

Na sessão desta quinta-feira, votaram o relator e o ministro André Mendonça, que divergiu. O Supremo Tribunal Federal (STF) prosseguiu, nesta quinta-feira (4), o julgamento do recurso que discute a retroatividade das alterações na Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/1992) inseridas pela Lei 14.230/2021 aos atos de…

Continuar lendo Ministro Alexandre de Moraes vota pela irretroatividade da Lei de Improbidade Administrativa.

Vereador que ultrapassou limite de doação para a própria campanha tem contas aprovadas com ressalvas.

Maioria do Plenário entendeu que valor real deve se sobrepor ao percentual máximo de 10% previsto na legislação O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (4), por 4 votos a 3, aprovar com ressalvas as contas de campanha de Francisco Barros de Azevedo, candidato a vereador…

Continuar lendo Vereador que ultrapassou limite de doação para a própria campanha tem contas aprovadas com ressalvas.

Lei de Improbidade: STF começa a julgar se modificações podem ser aplicadas retroativamente.

O julgamento prossegue na sessão plenária desta quinta-feira (4). O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar o recurso que discute se as alterações na Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/1992) inseridas pela Lei 14.230/2021 podem ser aplicadas retroativamente ao prazo de prescrição para ações…

Continuar lendo Lei de Improbidade: STF começa a julgar se modificações podem ser aplicadas retroativamente.

Enfermeiro que ficou 3 anos sem receber diárias de trabalho deve ser indenizado por município.

Os valores correspondiam aos deslocamentos feitos pelo autor para dar assistência a pacientes que iam para outros hospitais em ambulância. Um município do sul do ES foi condenado a indenizar enfermeiro que não recebeu suas diárias de trabalho durante 3 anos. Os valores correspondiam aos deslocamentos feitos…

Continuar lendo Enfermeiro que ficou 3 anos sem receber diárias de trabalho deve ser indenizado por município.

Leis do município de Itatuba são declaradas inconstitucionais.

Em sessão virtual, o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 0806669-13.2021.8.15.0000, declarando, por consequência, a inconstitucionalidade material das Leis Municipais de Itatuba de nºs. 376/13, 404/15, 433/16 e 451/17, que instituíram cargos em comissão em desacordo com os…

Continuar lendo Leis do município de Itatuba são declaradas inconstitucionais.

Contrato restrito a datas de realização de evento não configura exclusividade para contratação de artista com dispensa de licitação.

Em razão de irregularidades na execução do convênio celebrado entre o Ministério do Turismo (MTUR) e o Município de Tumiritinga/MG, no valor de R$ 200.000,00, para a realização da “Festa de São João do Tumiritinga”, o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública por ato de…

Continuar lendo Contrato restrito a datas de realização de evento não configura exclusividade para contratação de artista com dispensa de licitação.

Município não é responsável por valores devidos a técnico de basquete contratado por ONGs.

O ente público apenas repassava verbas a programa de fomento ao esporte A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho julgou improcedente o pedido de um técnico de basquete de São José dos Campos (SP) de responsabilizar o município por verbas trabalhistas reconhecidas pela Justiça. Contratado por…

Continuar lendo Município não é responsável por valores devidos a técnico de basquete contratado por ONGs.

Assegurada a manutenção de bolsa de doutorado acumulada com vínculo empregatício em prefeitura municipal.

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) negou provimento à remessa necessária de sentença que concedeu a segurança a um doutorando da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) para que ele pudesse manter o vínculo empregatício com o Município de Uberlândia/MG sem ter a…

Continuar lendo Assegurada a manutenção de bolsa de doutorado acumulada com vínculo empregatício em prefeitura municipal.

Anuência da parte impede indenização posterior de despesas geradas por alteração do contrato administrativo.

Para a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a concordância da parte quanto a alterações e prorrogações de contrato administrativo, feita sem ressalvas, impede a cobrança de indenização posterior por alegadas despesas indiretas geradas em razão das modificações contratuais. O entendimento foi sustentado pelo colegiado…

Continuar lendo Anuência da parte impede indenização posterior de despesas geradas por alteração do contrato administrativo.

Paciente que ficou com perna direita atrofiada após cirurgia deve ser indenizado.

O Distrito Federal foi condenado a indenizar uma paciente que apresentou lesão neurológica na perna direita após procedimento cirúrgico em hospital da rede pública. No entendimento do juiz da 7ª Vara da Fazenda Pública do DF, houve imperícia da equipe médica.  Narra o autor que, em agosto…

Continuar lendo Paciente que ficou com perna direita atrofiada após cirurgia deve ser indenizado.